Tratamento facial

O tratamento facial é feito com um complexo protéico utilizado desde para diminuir a ação dos músculos que promove marcas (rugas) de expressão e flacidez na face.

Onde se utiliza o complexo protéico?

• Sorriso gengival
• Tratamento do bruxismo e briquismo
• Assimetria do sorriso
• Disfunção da ATM
• Dor orofacial, indicado na reabilitação de implantes
• Rugas nos lábios
• Hipertrofias dos músculos da face
• Bigode chinês
• Disfunção temporo mandibular (DTM)

Além das indicações tradicionais, o complexo tem sido amplamente usado para correção de sorriso gengival (muita exposição da gengiva ao sorrir tornado o sorriso antiestético), tratamento do bruxismo e briquismo (hábitos de ranger e apertar os dentes respectivamente), melhora de assimetrias faciais, disfunção da ATM, dor orofacial, indicado na reabilitação com implantes com carga imediata e/ou precoce, hipertrofias (aumento de volume) dos músculos masseteres (da face) e/ou temporais, e auxiliar a ortodontia em pacientes braquicefálicos (face curta). Nos pacientes braquicefálicos a movimentação dentária fica comprometida devido ao apertamento dentário intenso, aumentando bastante o tempo de tratamento, além da quebra frequente da aparatologia empregada na movimentação ortodôntica.

Botox - Tratamento Facial Brasília DF

O complexo protéico começa a fazer efeito entre 48 e 72 horas e tem seu efeito total após cerca de quinze dias, tendo durabilidade entre quatro e seis meses, dependendo do local aplicado. Uma vez finalizado o efeito, pode-se aplicar novamente o complexo protéico. A continuidade do tratamento ao longo dos anos faz com que a duração do efeito seja maior. Em músculos potentes e com muita atividade a durabilidade do efeito é menor.

A aplicação do complexo é contra-indicado em pacientes gestantes, em fase de amamentação e em caso de doenças que afetam os músculos, como por exemplo, a esclerose lateral amiatrófica. O complexo é seguro e eficaz, e não se conhecem reações alérgicas a ele, porém não devem ser aplicadas em pacientes alérgicos à albumina (proteína do ovo), pois ela está presente na composição da maioria das marcas comerciais.